Release

 

NASAR,  Barítono/Tenor e produtor musical, iniciou a carreira artística em 1993, natural de Tanabi estado de São Paulo, nome de registro “Marcos Fabri” em 2016 prestando homenagem ao seu querido pai (in memoriam), o cantor passa a utilizar o nome artístico NASAR. O cantor é idealizador e vocalista do espetáculo Miscigenação”,  e do espetáculo  “Raizeiros” tributo a música raiz, espetáculo de grande sucesso em todo Brasil com um público que ultrapassa 500.000 o espetáculo Canta e conta a história da música raiz desde seu inicio em 1929.

Criador do estilo Sertanejo Clássico, Nasar comenta: “Neste ano de 2017 estarei realizando mais um sonho lançando meu mais novo trabalho, o DVD- albúm “TEMPOS e LEMBRANÇAS”, estarei apresentando neste novo show composições inéditas como “Bem Distante” e “Lua Bem Disposta” do compositor Alex Ayusso, releituras clássicas do sertanejo como Fio Cabelo gravada por Chitãozinho e Xororó composta por Darci Rossi e Marciano, da MPB com canções Roberto Carlos –  “Amor Perfeito”, Nelson Ned – “Tudo Passará”, e também clássicos líricos como Miserere – Composta  Zucchero interpretada por Zucchero e Andrea Bocelli e a versão traduzida da canção “Será” de Franco de Vita e Haleluya – composta por  Leonard Cohen”.

             Dois pontos marcantes deste novo trabalho do cantor NASAR,  um esta na produção musical e arranjos outro ponto de destaque que se apresenta com mais intensidade esta no estilo único da interpretação do cantor, que realiza uma linha tênue entre a música lírica e a popular, que é denominado como “Crossover Clássico” estilo pouco difundido no país, também conhecido como pop-clássico,  popera ou pop operático é um gênero musical que mistura elementos de estilo clássico com música popular. Definido como um gênero, ganhou popularidade mundial desde a década de 1990.

Visualize – Portfólio Web com fotos atualizadas.